topo_banner_3Slide thumbnail

Bacelar cobra política educacional no enfrentamento da violência contra jovens negros

Compartilhe com amigos

“É inacreditável e inaceitável que, nos dias de hoje, o racismo ainda impere no Brasil”. A afirmação do deputado federal Bacelar (Podemos-BA), nesta quarta-feira (4), na Câmara, fez parte do pronunciamento em homenagem ao pacifista negro Martin Luther King, assassinado há 50 anos. O pastor americano ficou conhecido mundialmente por liderar a luta contra o racismo. “Luther King pagou com a própria vida por defender a igualdade racial, mas, infelizmente, no Brasil atual, a cor da pele ainda interfere nas relações humanas”, ressaltou Bacelar.

O parlamentar citou números da violência no país, onde os jovens negros têm três vezes mais chances de serem assassinados do que os brancos, e cobrou políticas públicas para a redução das estatísticas. “O Atlas da Violência de 2017 revela dados assustadores. Por dia, são 63 assassinatos, totalizando 23 mil mortes de jovens negros, com idades entre 19 e 25 anos. Não levamos esse genocídio a sério. A instalação de políticas públicas educacionais é a melhor solução para combater essa violência”.

Compartilhe com amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *