topo_banner_3Slide thumbnail

Qual o papel de vereadores e prefeitos na Educação?

Compartilhe com amigos

Por Bacelar para o Mais Região

Na coluna passada, falamos sobre a necessidade de eleger candidatos comprometidos com a Educação, porque este é o caminho para melhorar o nosso Brasil.

Ora; este ano vamos eleger vereadores e prefeitos, ou seja: os responsáveis pelos municípios. Então, fica a pergunta: como os gestores municipais podem influir na Educação do País?

E a resposta é simples. Cada esfera do governo é responsável por um dos níveis da Educação. Aos municípios, cabe prover a Educação Infantil e o Ensino Fundamental; ao governo estadual, compete o Ensino Médio e ao governo Federal, o Ensino Superior.

O papel dos administradores municipais, portanto, é de suma importância, pois a eles cabe promover a construção da base sobre a qual serão assentados os próximos segmentos da Educação; e uma boa base é essencial para a firmeza de qualquer edificação.

Diante destes fatos, acreditamos que duas perguntas importantíssimas devem ser feitas aos candidatos que pretendem governar os municípios, principalmente àqueles que concorrem à Prefeitura. Cabe lembrar que é nas cidades que nós vivemos; é no lugar onde estamos que começa a Educação de nossos filhos.

Primeiro, precisamos saber a posição do candidato sobre o plano para a universalização da pré-escola para as crianças entre 4 e 5 anos de idade, determinada pela Emenda Constitucional 59, de 2009, e que deveria ter sido cumprida em 2016, mas, segundo as estatísticas, não será alcançada até o final do ano. Segundo a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), em 2014 cerca de 11% dessas crianças estavam fora da escola.

É fundamental, portanto, que os futuros prefeitos e vereadores trabalhem para ampliar a oferta de Educação Infantil durante o mandato. Mas não basta que as crianças estejam matriculadas na escola; elas precisam ter uma Educação de qualidade! E, por isto, a segunda pergunta deve ser sobre um dos fatores mais importantes na aprendizagem: o professor. O candidato deve ter propostas concretas sobre temas como salários, planos de carreira e formação continuada dos docentes. Não há como valorizar o ensino, sem valorizar o professor!

A nosso ver, estas são as perguntas que devemos fazer aos candidatos. Lembre-se: antes de escolher em quem votar, é preciso saber quais são os planos de cada candidato para a Educação. É assim que vamos construir uma vida melhor!

Compartilhe com amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *