topo_banner_3Slide thumbnail

Sniper americano no Fazendão?

Compartilhe com amigos

Por Bacelar para o Amor de Aço

Estávamos indo bem. Durante cinco partidas, seguramos a invencibilidade com duas vitórias longe de casa. Time entrosando. Daí, veio o tropeço. Até agora reverbera no ar a pergunta da torcida: por que Jorginho não começou com Régis? Quem gostou mesmo foi Bruno Henrique! Não havia marcado um único tento no Brasileirão, guardou a munição para mirar – e acertar – três vezes a rede tricolor. Pra azar nosso.

Foi a estrela solitária da partida, com méritos. Jorginho pediu foco para as jogadas construídas. O Bahia pressionou, porém sem precisão, aliás, de novo. Esse, a meu ver, tem sido um erro reincidente. Com o adversário distante do alvo, o Santos foi organizando espaço para ganhar o controle da partida. O primeiro gol do alvinegro desestabilizou o time baiano. Ficamos ansiosos e terminamos abrindo a guarda para o segundo. Definitivamente não apresentamos o mesmo espírito de jogo que revelamos contra o Atlético Mineiro. Mesmo com a potência ofensiva do Santos, era possível fazer mais.

Domingo voltamos a jogar em casa mas avisa lá a Jorginho, por favor, que renove as forças com escalação certeira. A semana está cheia de treinos que podem garantir uma boa preparação. É papo pra pirão, sem essa de passar a mão na cabeça. Tem que corrigir os erros, reensaiar jogadas, repassar as estratégias.

Ainda acredito na velocidade e visão de jogo do Mendoza. Allione deixou a desejar e praticamente a equipe toda precisa acertar o alvo. Que tal convocar o Sniper para uma preleção no Fazendão? Lembra dele? A pontaria mais infalível do cinema. Mantenho a tese  que a vida real às vezes insiste em imitar a arte…

Aqui na Fonte a cobrança será maior. A torcida vai lotar a Arena e pedir música. Por isso, Jorginho, corrija aê.

O Sport vem com tudo lá do Recife. Está bem colocado na tabela. Precisamos chegar junto, meu povo. Melhorar essa colocação, bem longe da zona. Então, capricha aê!

#EuSouBahêaPai

Compartilhe com amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *