Após mais de três horas da tentativa do ministro da Educação, Abraham Weintraub, de esclarecer o corte de verbas nas universidades, em debate na Câmara, o deputado federal Bacelar (Podemos-BA) subiu à tribuna para cobrar independência do MEC no governo Bolsonaro. O parlamentar também defendeu os colegas e a comunidade acadêmica, que se sentiram desrespeitados pelo ministro.

” Registro o meu espanto e o meu protesto pela falta de decoro do ministro da Educação, pela falta de inadequação do ministro, quando fala com os parlamentares, quando desrespeita reitores e tenta transformar o professor em inimigo número um do país. O presidente diz que corta recursos do ensino porque falta dinheiro. Não é verdade. Existe uma vinculação de verbas do pré-sal com a educação, que só este ano já colocou nos cofres do governo R$ 11 bilhões. O ministro Weintraub, que é tão valente com os reitores, prefere se adequar às decisões de Paulo Guedes, como se o Ministério da Educação fosse um anexo do Ministério da Economia. Vá lutar pelos recursos para termos uma educação de qualidade, ministro”, disparou Bacelar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu