Para o deputado federal Bacelar (Podemos-BA), o governo Temer não cumpriu o acordo feito com o Congresso Nacional durante a negociação para a aprovação da PEC que limita os gastos públicos. Bacelar lembrou que, na ocasião, o discurso de Temer era que se a PEC fosse aprovada, o Parlamento poderia priorizar determinada área para aplicação de recursos da União.
Segundo o parlamentar, o presidente quebrou o acordo no momento em que vetou a prioridade para as metas do Plano Nacional de Educação (PNE), na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). “Nós priorizamos a educação e, agora, recebemos a triste notícia do veto. O PNE é uma lei que foi construída e aprovada democraticamente, com a participação popular. A medida reabre a discussão do tema como se ainda tivesse em tramitação. O plano é o guia da educação brasileira. Cortar investimentos nesse momento representa um retrocesso, que irá prejudicar principalmente o filho do trabalhador”, disparou.

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Deixe uma resposta

Fechar Menu