Para o deputado federal Bacelar (Podemos-BA), o governo Temer não cumpriu o acordo feito com o Congresso Nacional durante a negociação para a aprovação da PEC que limita os gastos públicos. Bacelar lembrou que, na ocasião, o discurso de Temer era que se a PEC fosse aprovada, o Parlamento poderia priorizar determinada área para aplicação de recursos da União.
Segundo o parlamentar, o presidente quebrou o acordo no momento em que vetou a prioridade para as metas do Plano Nacional de Educação (PNE), na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). “Nós priorizamos a educação e, agora, recebemos a triste notícia do veto. O PNE é uma lei que foi construída e aprovada democraticamente, com a participação popular. A medida reabre a discussão do tema como se ainda tivesse em tramitação. O plano é o guia da educação brasileira. Cortar investimentos nesse momento representa um retrocesso, que irá prejudicar principalmente o filho do trabalhador”, disparou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu