topo-novoSlide thumbnail

Bacelar alerta que Escola sem Partido pode reforçar racismo nas escolas

Compartilhe com amigos

No Dia da Consciência Negra, celebrado na última terça-feira (20), a Câmara dos Deputados tentou novamente votar o polêmico projeto Escola sem Partido, mas a sessão foi suspensa. Para o deputado federal Bacelar (Podemos-BA), se aprovado, o projeto pode inviabilizar a discussão sobre raça em sala de aula. “É essencial colocar em prática as leis que buscam combater o preconceito racial nas escolas. Temos uma lei de 2003, por exemplo, que determina o ensino obrigatório da cultura e história afro-brasileira na educação pública e privada. O Brasil é um país cheio de diversidade civilizatória, de práticas religiosas e culturais que têm como protagonistas negros e índios. Se isso acabar, estaremos reforçando o ódio, o racismo e a discriminação”, alertou.Bacelar lembrou que o Censo Escolar de 2015 registrou que um quarto das escolas públicas não abordam o racismo no currículo e 52% não tratam da diversidade religiosa. “É necessário debater esses temas se quisermos construir uma sociedade mais justa e livre da desigualdade racial”.

Compartilhe com amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *