No Dia da Consciência Negra, celebrado na última terça-feira (20), a Câmara dos Deputados tentou novamente votar o polêmico projeto Escola sem Partido, mas a sessão foi suspensa. Para o deputado federal Bacelar (Podemos-BA), se aprovado, o projeto pode inviabilizar a discussão sobre raça em sala de aula. “É essencial colocar em prática as leis que buscam combater o preconceito racial nas escolas. Temos uma lei de 2003, por exemplo, que determina o ensino obrigatório da cultura e história afro-brasileira na educação pública e privada. O Brasil é um país cheio de diversidade civilizatória, de práticas religiosas e culturais que têm como protagonistas negros e índios. Se isso acabar, estaremos reforçando o ódio, o racismo e a discriminação”, alertou.Bacelar lembrou que o Censo Escolar de 2015 registrou que um quarto das escolas públicas não abordam o racismo no currículo e 52% não tratam da diversidade religiosa. “É necessário debater esses temas se quisermos construir uma sociedade mais justa e livre da desigualdade racial”.

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Deixe uma resposta

Fechar Menu