A votação do relatório da Lei de Responsabilidade Educacional, elaborado pelo deputado federal Bacelar (Podemos-BA), estava prevista para acontecer nesta quarta-feira (31), mas teve que ser adiada, novamente, por falta de quórum. O texto está pronto para apreciação desde o fim do ano passado, mas nunca entrou na pauta. Para o parlamentar,  esta é mais uma manobra do governo para evitar que o projeto seja aprovado. “O texto está pronto faz tempo. Estamos tentando colocar na pauta há quase um ano, mas o governo não quer que isso aconteça. Sempre tem um empecilho. Já ajustamos, fizemos as alterações que foram solicitadas e de nada adianta. Mas não vou desistir”, pontuou.

No texto apresentado por Bacelar, a Lei de Responsabilidade Educacional indica os componentes básicos para uma educação de qualidade, identifica as condições de oferta das diversas redes e unidades escolares, estabelece parâmetros de financiamento e responsabiliza o gestor público que não cumprir as metas. “O cenário da educação brasileira está caótico e ninguém responde por isso. Ninguém. Os gestores precisam ser responsabilizados pelos retrocessos e pelos péssimos índices educacionais. Do jeito que está não pode continuar”, cobrou o deputado do Podemos.

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Deixe uma resposta

Fechar Menu