Defensor histórico da reforma na educação brasileira, o deputado federal Bacelar (PTN-BA) criticou a medida provisória do governo Michel Temer (PMDB) que promove mudanças no ensino médio. Bacelar considerou a iniciativa precipitada e midiática, que, segundo o parlamentar, foi tomada sem ouvir os segmentos envolvidos. “É uma decisão autoritária e mal planejada. Não poderia ter sido via medida provisória. Isso não acontece em lugar nenhum do mundo. A reforma do ensino médio é urgentíssima, mas isso não justifica a falta de um debate sério, ouvindo professores, alunos, a academia e especialistas”, disparou.

Bacelar chamou a atenção para a falta de garantias de acessibilidade na proposta do governo. “Hoje, temos 1,7 milhão de jovens fora do ensino médio. Dos que estão estudando, apenas 56,7% concluem o curso até os 19 anos, enquanto entre os mais ricos este índice chega a 89%. A tal reforma não trata de garantias para acabar com as desigualdades, não trata também da formação dos professores nem da estrutura das escolas. O que deveria ser o primeiro passo é confusão e despreparo do governo Temer”, atacou o petenista.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu