Bacelar chama de " marchinha suicida" comportamento de Bolsonaro

Do time que escolheu o presidente Bolsonaro como o principal alvo para críticas, o deputado federal Bacelar ( Podemos-BA) disse nesta terça-feira (3) que o comportamento do chefe do Executivo é ” uma marchinha suicida”, de ataques ao estado democrático de direito e às instituições da sociedade civil. O parlamentar citou como exemplo, o anúncio do governo federal sobre a criação da nova carteira de estudante.

” O presidente Bolsonaro se volta agora contra as entidades estudantis. O Ministério da Educação está há oito meses sem fazer nada, parou todos os programas, sem apresentar uma proposta para o país, porque estava debruçado sobre a criação da carteira de estudante. Essa medida é um ato de vingança, uma tentativa de intimidar os organismos que representam os estudantes brasileiros. O presidente quer acabar com as universidades, desrespeitou os reitores e continua com sua política do ódio. A sociedade brasileira precisa reagir contra esse governo antidemocrático”, disparou Bacelar.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Deixe uma resposta

Fechar Menu