O baixo nível de alfabetização dos alunos do ensino fundamental da rede pública, com idades entre 8 e 9 anos, preocupa o deputado federal Bacelar (Podemos/BA). O parlamentar cobrou comprometimento do governo federal com o setor, nesta quarta-feira (22), durante audiência pública na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, onde foram debatidos os resultados da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA). O estudo mostrou que mais da metade dos estudantes do 3° ano fundamental apresentou nível insuficiente em leitura e contas simples de matemática.

Na avaliação de Bacelar, as causas do cenário caótico estão na falta de políticas públicas e na descontinuidade das iniciativas traçadas nos planos educacionais. “Os planos e metas deveriam ser implementados e seguidos estrategicamente e não, simplesmente, como estão no governo Temer, onde deixam de existir da noite para o dia. Estão querendo fazer isso com o Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa (Pnaic)”.

O representante do movimento Todos pela Educação, Gabriel Corrêa, foi favorável ao posicionamento de Bacelar e disse que falta planejamento estratégico para o país alcançar o ensino público de qualidade. “Os 55% dos alunos que apresentam o analfabetismo funcional se estendem para o ensino médio e universidades. A continuidade ao longo de vários governos é essencial para que os planos funcionem e mostrem resultados. Justamente, tudo que não é feito”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu