joao_carlos_bacelar_aresentacao_RV_bocaonews

O deputado estadual João Carlos Bacelar (PTN), disse que a onda de assaltos a bancos e aumento da violência no interior é reflexo da falta de uma política de Segurança Pública do governo da Bahia. “Faltam policiais civis e militares tanto na capital quanto no interior. Não vemos mais as duplas de PM nas ruas. Não vemos mais uma Operação Verão com PMs circulando nas praia de bicicleta, a cavalo ou à pé como era comum recentemente. A situação é preocupantes. No interior triplicaram os assaltos a bancos. Mas por que? Porque o Governo não investe em segurança Pública. Vejamos o caso de Uauá. A cidade está sem delegado há três anos. A delegacia funciona com um agente da polícia civil por plantão. Ele faz da lavratura da ocorrência ao atendimento à população”, denunciou Bacelar.

Ainda segundo o deputado, se a deficiência existe na Polícia Civil, a Polícia Militar também não fica atrás. “A comunidade de mais de 24 mil habitantes, reclama que o efetivo da PM está abaixo do que o necessário. Com isso, os roubos, arrombamentos, furtos e roubos de veículos aumentaram em mais de 50% nos últimos dois anos. A PM trabalha isolada, sem apoio, a viatura anda mais na oficina do que pelas ruas de Uauá e a Polícia da Caatinga responsável pelo patrulhamento passa de vez em quando, aumentando a sensação de insegurança da população. E, para piorar, desde que a Cia Independente de Uauá deixou de existir houve perda significativa de efetivo policiais, transferindo boa parte do efetivo, equipamentos e armamentos para Curaçá. Todos temos tratado da ineficiência da Segurança Púbica, e quem está sofrendo é a população. Por isso, mais uma vez, em nome da população uauaense, peço ao governador que dê uma solução porque quem está sofrendo é o povo”, concluiu Bacelar.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email