Os candidatos aprovados no concurso para procurador federal da Advocacia-Geral da União, que já fizeram o curso de formação, mas ainda não ocupam os cargos, contam com o apoio do deputado federal Bacelar (PTN-BA) para serem nomeados. O parlamentar ocupou a tribuna da Câmara, nesta terça-feira (3), para alertar que a seleção dos procuradores, realizada em 2014, vence em junho deste ano. Dos 534 aprovados, apenas 20 não tomaram posse até o momento. Segundo Bacelar, o treinamento dos profissionais gerou custo aos cofres públicos e existem mais de 300 cargos vagos na carreira da Procuradoria-Geral Federal (PGF).

O deputado ressaltou também que a defasagem no quadro de procuradores federais tem comprometido não só o bom funcionamento dos órgãos públicos, assim como a economia do país. “O gasto com a nomeação é várias vezes menor do que o retorno financeiro decorrente e, apesar da arrecadação já realizada pelos procuradores federais, grande parte dos créditos bilionários das autarquias não são recolhidos, por conta da defasagem no número de membros da PGF”, declarou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu