Deputado Bacelar
Deputado Bacelar

Após aprovar o mandato de cinco anos para todos os cargos eletivos, a Câmara dos Deputados rejeitou a emenda ao projeto de reforma política, que previa a coincidência das eleições municipais e gerais . O líder do PTN, deputado Bacelar (BA), comemorou a decisão dos parlamentares e disse que, se fosse aprovada, a proposta estabeleceria um tempo muito longo entre duas eleições, ficando o eleitor impossibilitado de controlar o desempenho dos mandatários.“Como misturar num país de dimensões continentais assuntos locais com assuntos nacionais? Lógico que a temática nacional vai sequestrar a temática local e ninguém vai discutir mais nada. Isso diminuiria a participação popular e enfraqueceria a democracia por disseminar a indiferença política”, afirmou.

A rejeição da proposta de tornar o voto facultativo, e não mais obrigatório, também foi comemorada por Bacelar. ” O voto facultativo é um risco para o sistema eleitoral brasileiro. A obrigatoriedade ainda é necessária devido ao cenário crítico de compra e venda de votos e à formação política deficiente de boa parte da população. Em países onde o voto é obrigatório, a tendência é que haja maior comparecimento do eleitor nas urnas, o que diminui a diferença de participação eleitoral entre segmentos da sociedade”, finalizou.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta