pneO deputado estadual João Carlos Bacelar (PTN) comemorou hoje a sanção do Plano Nacional de Educação (PNE) pela Presidência da República, sem vetos ao texto aprovado pela Câmara dos Deputados. É um avanço principalmente quando vemos que o governo vai destinar 10% do PIB para a Educação. Mas não podemos esquecer que o problema da Educação não é apenas financeiro, mas também de gestão. Vejam o exemplo de Salvador, como uma prefeitura com recursos limitados pôde fazer uma revolução na Educação, promovendo melhoria salarial, recuperando unidades e valorizando os profissionais. Isso também precisa ser feito no Brasil”, citou Bacelar, que foi, em duas gestões, secretário de Educação de Salvador.

O PNE fixa metas para a Educação nos próximos dez anos. Com quase quatro anos de atraso, o novo PNE estabelece 20 metas e 253 estratégias para a educação a serem cumpridas nos próximos dez anos (a contar a partir da sanção presidencial). Entre as diretrizes, estão a erradicação do analfabetismo, a valorização da carreira docente e o aumento de vagas no ensino superior, na educação técnica e na pós-graduação. “A sanção do PNE é uma vitória do brasileiro, porque nossa esperança é que a partir dele, vamos avançar na melhoria, principalmente do ensino nas redes públicas, quer seja ela municipal, estadual ou federal”, ressaltou Bacelar.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta