Na Câmara dos Deputados, a Comissão Especial do Plano Nacional de Enfrentamento ao Homicídio de Jovens escolheu os seus representantes na terça-feira
(24). O deputado Reginaldo Lopes (PT/MG) foi eleito o presidente do colegiado, o deputado Bacelar (PTN-BA) ficou com a 1ª vice-presidência e a deputada Rosângela Gomes (PRB-RJ) com a relatoria.

Bacelar disse que a sua participação é a continuidade do trabalho de combate ao extermínio de jovens negros e pobres, nas periferias do Brasil. “O que alimenta os números da violência é o genocídio de uma população negra. Dos jovens vítimas de homicídios, 80% são negros. São 70 assassinatos para cada 100 mil habitantes. É um número que precisamos diminuir e combater. Esse enfrentamento é uma questão de política de Estado. Darei o melhor do meu mandato por essa causa”, declarou.

A nova comissão é fruto da CPI que apurou as causas, consequências, custos sociais e econômicos da violência contra jovens negros, que resultou na apresentação de oito Propostas de Emenda à Constituição (PECs) e dezesseis projetos de lei, com a participação do deputado Bacelar.

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Deixe uma resposta

Fechar Menu