Na Câmara dos Deputados, a Comissão Especial do Plano Nacional de Enfrentamento ao Homicídio de Jovens escolheu os seus representantes na terça-feira
(24). O deputado Reginaldo Lopes (PT/MG) foi eleito o presidente do colegiado, o deputado Bacelar (PTN-BA) ficou com a 1ª vice-presidência e a deputada Rosângela Gomes (PRB-RJ) com a relatoria.

Bacelar disse que a sua participação é a continuidade do trabalho de combate ao extermínio de jovens negros e pobres, nas periferias do Brasil. “O que alimenta os números da violência é o genocídio de uma população negra. Dos jovens vítimas de homicídios, 80% são negros. São 70 assassinatos para cada 100 mil habitantes. É um número que precisamos diminuir e combater. Esse enfrentamento é uma questão de política de Estado. Darei o melhor do meu mandato por essa causa”, declarou.

A nova comissão é fruto da CPI que apurou as causas, consequências, custos sociais e econômicos da violência contra jovens negros, que resultou na apresentação de oito Propostas de Emenda à Constituição (PECs) e dezesseis projetos de lei, com a participação do deputado Bacelar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu