O deputado federal Bacelar (PTN-BA) usou a tribuna da Câmara, na última terça-feira (30), para denunciar a extinção do programa “Brasil Alfabetizado”. De acordo com o parlamentar, o presidente interino Michel Temer (PMDB) está causando o desmantelamento de um programa educacional que, mesmo com falhas, vinha dando certo. “Cerca de 13 milhões de jovens com 15 anos ou mais são analfabetos no Brasil, uma taxa de 8,3% nessa faixa etária da população. É um índice escandaloso, mesmo para os padrões latino-americanos. Michel Temer bloqueou esse programa que, em 2013, tinha mais de 1 milhão de jovens inscritos e hoje está reduzido a 160 mil. O Governo interino toma medidas preocupantes na área da educação. Reduziu o Fies e Prouni, acabou com o Pronatec, tirou dotações das universidades e agora acabou com o programa de alfabetização”, criticou Bacelar.

O deputado petenista afirmou que a situação nos estados do Nordeste é ainda mais preocupante. “Em Alagoas e no Maranhão, por exemplo, mais de 20% dos jovens estão em situação de analfabetismo. São jovens que não sabem escrever um bilhete, que não têm condições de ler a bula de um remédio ou o seu contracheque. Educação, no governo interino, só é prioridade no discurso ”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu