Nesta terça-feira (19), foi realizada a última sessão do ano, na Câmara Federal. O deputado Bacelar (Podemos-BA) aproveitou para fazer duras críticas à demissão de mais de 1,2 mil professores universitários no país. Veja o vídeo.

Na avaliação de Bacelar, o afastamento dos docentes mostra os primeiros impactos negativos da reforma trabalhista, que, segundo ele, precariza a mão de obra . “O professor contratado gera algumas despesas, como FGTS, 13º salário e férias. Quando se contrata uma empresa, acabam os vínculos empregatícios e a qualidade do serviço fica comprometida. Quem votou a favor desta reforma é contra o trabalhador”, provocou.

O parlamentar citou também os cursos à distância e a redução da carga horária, como fatores que também contribuíram para os cortes, e disse que o Ministério da Educação tem sido “omisso”.  “A demissão em massa compromete a qualidade do ensino superior, formando alunos incapacitados, despreparados para o mercado de trabalho. Isso causa um efeito dominó para o desenvolvimento do país. É preciso que o MEC reaja e faça alguma coisa”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu