Integrante do grupo de parlamentares que defende os direitos da população LGBT+ no Congresso Nacional, o deputado federal Bacelar (Podemos-BA) usou as redes sociais para prestar solidariedade ao segmento na luta pela criminalização da LGBTfobia.

Bacelar fez um apelo ao Supremo Tribunal Federal (STF), que deve julgar nesta quarta-feira (13) a ação que trata da punição de agressões contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, no sentido de que a proposta seja aprovada.

“O Brasil está entre os países que mais matam LGBTs no mundo. Esses crimes não podem continuar sendo jogados pra debaixo do tapete da legislação. Se o Congresso não cumpre o papel de criar a lei, que o Supremo garanta esse direito. Quem sabe, assim, o Parlamento seja forçado a retomar a discussão da matéria. O que não é admissível é continuarmos contabilizando agressões motivadas pela discriminação por orientação sexual e identidade de gênero, sem a punição dos criminosos”.

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Deixe uma resposta

Fechar Menu