Indignado com o estupro coletivo da jovem de 16 anos, no Rio de Janeiro, o deputado federal Bacelar (PTN-BA) subiu à tribuna da Câmara, nesta terça-feira (31), para ressaltar o papel da educação no combate à violência sexual contra as mulheres. “Desde a infância, devemos ensinar que todos somos iguais e precisamos de respeito, independente de gênero, cor, raça, credo ou condição financeira. O respeito tem que começar cedo. O quanto antes, melhor”, declarou.

Bacelar disse que o país precisa desconstruir o discurso retrógrado e alienante da ideologia de gênero. “Somos um país com níveis ainda intoleráveis de machismo, homofobia e preconceitos diversos, mas não dá mais para aceitar a ideia de que a escola deva ser apenas um local de aprendizagem de disciplinas tradicionais do currículo. Ela é e sempre foi espaço de socialização e de aprendizagem, para o convívio com a diversidade. É preciso dialogar sobre isso nas famílias, na comunidade e, principalmente, em sala de aula. A igualdade de gênero é a base para construir uma sociedade com menos preconceito e discriminação, igualitária e livre de violência sexual. Por isso, precisamos que este princípio seja inserido o quanto antes na educação. Só ela tem o poder de ajudar a mudar os valores de uma sociedade”, defendeu.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu