O deputado federal Bacelar (Podemos-BA) reapresentou, nesta semana, o projeto de lei que regulamenta a profissão de salva-vidas. A proposta, de autoria do ex-deputado Cabo Daciolo (Patriota-RJ), chegou a ser aprovada em duas comissões, na Câmara, mas foi arquivada. Pelo texto, os profissionais deverão ter ensino médio, com direito ao adicional de insalubridade, em caso de exposição excessiva ao sol, e jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Segundo Bacelar, as condições enfrentadas pela categoria justificam a regulamentação da atividade.“ Entre os tumores malignos, 25% são diagnosticados na pele. O maior índice desse tipo de câncer atinge esses profissionais que ficam expostos ao sol. Além disso, os salva-vidas se colocam em risco permanentemente, nas praias, rios, lagos e represas. Precisamos aprovar logo esse projeto para valorizar o segmento”.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu