O deputado federal Bacelar (Podemos-BA) fez duras críticas à tentativa do governo federal de mudar as regras para o recolhimento sindical, nesta quarta-feira (13), em reunião com a liderança da minoria na Câmara e centrais sindicais.

Segundo Bacelar, o objetivo do presidente Jair Bolsonaro é enfraquecer os sindicatos e aprovar a reforma da previdência sem resistência dos trabalhadores. “As novas restrições impostas ao custeio sindical dificultam, talvez até impossibilitem, a ação das entidades sindicais brasileiras. O governo sabe que os sindicatos vão resistir e vão barrar a reforma no Congresso e, por isso, o ataque. Temos que explicar para a população que a derrota dos sindicatos representa a derrota dos trabalhadores”, declarou.

Para o deputado do Podemos, a desarticulação dos sindicatos e as reformas trabalhista e da previdência fazem parte de um pacote de medidas que visam acabar com direitos dos trabalhadores. “A retirada desses direitos para satisfazer os interesses do setor financeiro e de uma elite empresarial, sem nenhum compromisso com o desenvolvimento nacional, farão com que o Brasil retroceda ao período anterior à Revolução de 30, liderada por Getúlio Vargas. Voltaremos a ser um país sem leis trabalhistas, sem aposentadorias e sem sindicatos representativos”.

 

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Deixe uma resposta

Fechar Menu