Indignado o deputado federal Bacelar (Podemos/BA) repudiou veemente ao crime de racismo, intolerância e desrespeito, praticado pelo deputado Coronel Tadeu (PSL/SP) durante a abertura oficial da exposição “(Re)existir no Brasil: Trajetórias Negras Brasileiras” promovido pela própria Câmara. O parlamentar quebrou a peça que continha uma charge do cartunista Latuff, que denunciava a violência policial racista brasileira. A peça tinha os dizeres “o genocídio da população negra” e uma explicação com dados do Ipea sobre mortes de jovens negros.
Na avaliação de Bacelar, a conduta do colega revela vandalismo, racismo institucional, censura, além de crime de destruição do patrimônio público e quebra de decoro parlamentar. “O racismo e a intolerância crescem a passos largos, mas é inaceitável que, em pleno século 21, ainda existam pessoas com tanto preconceito. Um parlamentar, que deveria garantir os direitos do povo, cometeu um ato covarde e desrespeitoso deve ser denunciado e ao Conselho de Ética” repudiou.
O líder do Podemos na Bahia lembrou ainda da resistência e imortalidade de Zumbi dos Palmares e de todo povo negro do nosso país. No Dia Nacional da Consciência Negra celebrado nesta quarta-feira (20), dados do IBGE revelam que 55,8% da população brasileira é negra. “Racismo é crime e essa luta precisa ser fortalecida” finalizou.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu