A Comissão Especial da Câmara dos Deputados que debate a proposta de tornar permanente o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação
( Fundeb) realizou a terceira audiência pública, na terça-feira (28). Os parlamentares ouviram o especialista em gestão de políticas públicas, Carlos Abicalil, a presidente do Movimento Interfóruns de Educação Infantil do Brasil (MIEIB), Jaqueline Pasuch, e o economista e professor do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), Ricardo Paes de Barros.

O presidente da comissão, deputado federal Bacelar (Podemos-BA), avaliou o ciclo de debates como positivo e disse que já existe consenso na necessidade de transformar o Fundeb em um fundo constitucional, para garantir o financiamento do ensino nos estados e municípios.

“Todos admitem como primordial que o Fundeb deixe de ser uma política temporária e entre definitivamente na Constituição, e que o governo federal invista mais. Hoje, a União entra com 10% dos recursos. A princípio, a proposta é aumentar essa participação para 15%, que aumentaria em 1,5%, a cada ano, até chegar a um teto de 30%. Queremos colocar a PEC em votação no início do segundo semestre”, explicou Bacelar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu