Nesta terça-feira (25), o deputado federal Bacelar (PTN-BA) voltou a criticar a PEC que limita os gastos públicos, em pronunciamento no plenário da Câmara. “Hoje, nós vamos ter a oportunidade de mostrar os efeitos deletérios da malfadada PEC 241, também conhecida como PEC do fim do mundo. Tais efeitos se apresentarão a partir de 2018, mas já começam a se mostrar, antes mesmo da aprovação da proposta em segundo turno, se isso ocorrer”, disparou.

O parlamentar acusou a bancada do governo de tentar impedir a discussão sobre avanços nas carreiras da Polícia Federal (PF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF). “Ontem, a Ordem do Dia foi aberta com 52 deputados presentes. Sei que esse procedimento encontra abrigo no regimento interno, mas, em dois anos nesta Casa, nunca tinha visto. E por que isso foi feito? Porque o governo queria derrubar a reunião da comissão que tratava do reajuste salarial para PF e PRF, além de novas regras de incorporação de benefícios na aposentadoria das categorias, que estão sem aumento desde 2007”.

Segundo Bacelar, se a proposta do presidente Temer (PMDB) for aprovada, diversas categorias não terão reajuste salarial. “Esta matéria já mostra os seus efeitos negativos, antes mesmo da sua vigência. Quem defende os policiais federais e os auditores fiscais da União, por exemplo, não pode votar a favor da PEC 241”, provocou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu