O deputado federal Bacelar (Podemos) protestou, nesta segunda-feira (21), contra a possibilidade de redução nos serviços do Hospital da Chesf, no município baiano de Paulo Afonso, a partir de março. A cidade tem cerca de 120 mil habitantes e faz divisa com os estados de Sergipe e Alagoas, localização que gera um grande movimento de pacientes do SUS no hospital.

Segundo Bacelar, a Prefeitura Municipal de Paulo Afonso acumula dívidas junto à Chesf, responsável pela gestão corporativa da unidade de saúde, o que tem ameaçado a manutenção do atendimento. “O valor devido é grande. Esse recurso foi repassado pelo Ministério da Saúde, mas não chegou à Chesf. Soube que o atendimento 24 horas será suspenso e a urgência obstétrica vai funcionar pela metade. No final do ano que vem, a Chesf deve se retirar da administração do hospital, e a prefeitura terá que tomar providências urgentes para solucionar o problema. Não podemos permitir que a população de baixa renda seja penalizada com a falta de serviços médicos”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu