“A quem interessa a legalização dos cassinos? A quem interessa a clandestinidade dos jogos de apostas? Quem está por trás disso?”. Os questionamentos foram feitos pelo deputado federal Bacelar (Podemos/BA), nesta terça-feira (27), na discussão sobre o futuro dos jogos de apostas no Brasil. Em pauta, a tentativa de votar, em conjunto com outros projetos, apenas a inclusão de dez cassinos-resorts na Lei Geral do Turismo. Na avaliação do parlamentar, a iniciativa é uma manobra do governo Temer para beneficiar empresas de capital estrangeiro. “Excluir as demais modalidades é excluir receita, é excluir emprego e renda. As sete modalidades de jogos, juntas, podem gerar 700 mil empregos, contra 20 mil que os 10 cassinos podem oferecer”, pontuou.

Bacelar lembrou que a própria Câmara instaurou a Comissão Especial do Marco Regulatório dos Jogos, que discutiu o tema durante um ano, ouviu os principais especialistas do setor e chegou a conclusão que o melhor para o país seria legalizar a demanda do mercado. “A medida, além de retirar o jogo da clandestinidade, também garante a arrecadação prevista nos estudos apresentados e a formalização e geração de milhares de empregos”, disse o deputado do Podemos.

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Deixe uma resposta

Fechar Menu