Em defesa da melhoria da qualidade da educação pública brasileira, o deputado federal Bacelar (PTN-BA) tem sido duro nas críticas às decisões do presidente Michel Temer (PMDB) para o setor. Na terça feira (20), o parlamentar ocupou a tribuna na Câmara para alertar sobre os riscos de medidas propostas pelo governo, que comprometem conquistas constitucionais e estão repercutindo internacionalmente.

Bacelar destacou que a Campanha Nacional pelo Direito à Educação denunciou na 71ª Assembleia-Geral das Nações Unidas as recentes medidas no Brasil, no sentido de privatizar e extinguir programas que colocam em risco a garantia de direitos educacionais. O documento foi recebido pelo ex-primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, coordenador do Movimento Educação Global da ONU, que teria comentado sobre o trabalho importante que o Brasil vinha fazendo no combate à pobreza e à desigualdade, que colocou o país na posição de uma das lideranças emergentes do mundo. “A comissão da ONU é um organismo que foi criado para traçar um caminho para o aumento do investimento em educação no mundo, não podendo seus membros terem outra atitude que não condenar a atitude do governo brasileiro. A comissão reúne pesquisadores, faz análises de políticas, com o fim de identificar as formas mais eficazes e responsáveis de mobilização e investimento no setor. Fazem todo esse trabalho no intuito de ajudar a garantir que todas as crianças e jovens tenham a oportunidade de aprender e adquirir as habilidades necessárias para a vida adulta e para o trabalho no século XXI”, declarou Bacelar.

O deputado petenista acusa Temer de estar na contramão da construção de uma educação de qualidade. “Este governo reduz investimentos na educação pública, desmonta projetos que, apesar de não terem ainda conseguido colocar a educação brasileira num patamar de qualidade, vinham conseguindo universalizar, vinham conseguindo cada vez mais abarcar segmentos da população, especialmente negros, índios e pobres. A deploracão a este modelo ultrapassou nossas fronteiras e alcançou o mundo, que condena a tentativa de se acabar com o direito das crianças brasileiras de terem um futuro”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu