HRDB2O deputado estadual João Carlos Bacelar (PTN) afirmou hoje que a falta de estrutura do Hospital Regional Dantas Bião, uma unidade que atende toda a microregião de Alagoinhas e é administrada pelo Governo do Estado através da Secretaria de Saúde (Sesab), é a principal responsável pelas mortes. “São inúmeros casos de mortes que ocorrem no Dantas Bião. Esta semana tivemos o anúncio da morte de um jovem que, para ter atendimento adequado, precisou ser transferido para Aracaju porque a Bahia não oferecia condições de prestar atendimento médico. Isso é um absurdo e uma vergonha para esse governo”, protestou Bacelar.

O parlamentar referia-se ao caso do jovem Weslei Silva Santos, de 19 anos, designer da banda Calcinha Preta, vítima de acidente quando se deslocava para o Arraiá do Chico em São Francisco do Conde. Foi o próprio pai do rapaz quem denunciou o caso, ao pedir ajuda. “O médico disse que se meu filho não tiver atendimento adequado em 24 horas, vai morrer”, apelou o pai. O Hospital Regional Dantas Bião não tem nem tomógrafo nem neurocirurgião, fundamentais para o atendimento de Weslei. Daí a necessidade da transferência para Aracaju, onde o jovem morreu.

De acordo com o ex-deputado e liderança política de Alagoinhas, Filadelfo Neto, a situação do Dantas Bião é grave e se arrasta há anos. “É premente a necessidade de restruturação do Hospital Região Dantas Bião. Na situação atual, a unidade oferece um atendimento extremamente precário para a população de Alagoinhas e região. A unidade precisa ser ampliada e readequada às necessidades da população, já que trata-se de uma unidade regional e que precisa oferecer outros serviços, como a implantação de uma equipe de neurocirurgia e a aquisição de um tomógrafo, entre outras necessidades já constatadas e informadas ao governo Jaques Wagner que não adota qualquer providência”, protestou Filadelfo Neto.

Já o ex-deputado José Tude disse que essa não é a primeira vez que o Dantas Bião aparece na mídia de forma negativa. “Volta e meia a má gestão da Sesab força a crise nos hospitais estaduais e o Dantas Bião não foge à regra. Ano passado a unidade quase fechou as portas devido a falta de repasses pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Apenas os casos de emergência foram atendimentos e Essa crise se arrasta há meses. Sempre existe uma denúncia vinda do Dantas Bião por conta da falta de estrutura e esse governo não toma providência”, protestou Tude.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta