Os membros da Comissão de Educação da Câmara Federal entregaram, na noite de quarta-feira (5), ao relator da reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), uma moção em defesa da aposentadoria especial dos professores. O documento, aprovado por unanimidade, reúne todas as emendas à PEC da reforma que garantem a valorização dos docentes.
Presente no encontro, o deputado Bacelar (Podemos-BA) voltou a citar as condições precárias de trabalho da categoria, como argumento para a manutenção do regime diferenciado. “Nossos professores são maltratados, mal remunerados, desrespeitados, desvalorizados. Trabalham com jornadas exaustivas e sem a condição mínima de salubridade. Dizem que é aposentadoria especial, mas não é. Esses são direitos adquiridos e conquistados pela categoria ao longo dos anos. Essa reforma ofende a Constituição Federal”, protestou.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu