O deputado federal baiano Bacelar (Podemos) comemorou, nesta quinta-feira (8), a derrubada do destaque na votação da reforma da previdência que endurecia as regras para os docentes que já estão perto de se aposentar. “Sempre fui a favor de um regime previdenciário justo e equilibrado, mas que respeitasse, principalmente, os direitos do povo brasileiro. Não poderia concordar que o regime diferenciado para os professores fosse arrancado do texto”, explicou Bacelar, que votou contra o texto-base do 2° turno da reforma na Câmara dos Deputados.

“Com o apoio da @minorianacamara, mantivemos a regra de transição que beneficia os #professores. Os #professores que estejam próximos de atingir o tempo mínimo de contribuição poderão se aposentar aos 52 anos, se mulher, e aos 55 anos, se homem, desde que cumpram com o pedágio”, comemorou Bacelar em sua conta oficial no Twitter.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu