O deputado federal baiano Bacelar (Podemos) comemorou, nesta quinta-feira (8), a derrubada do destaque na votação da reforma da previdência que endurecia as regras para os docentes que já estão perto de se aposentar. “Sempre fui a favor de um regime previdenciário justo e equilibrado, mas que respeitasse, principalmente, os direitos do povo brasileiro. Não poderia concordar que o regime diferenciado para os professores fosse arrancado do texto”, explicou Bacelar, que votou contra o texto-base do 2° turno da reforma na Câmara dos Deputados.

“Com o apoio da @minorianacamara, mantivemos a regra de transição que beneficia os #professores. Os #professores que estejam próximos de atingir o tempo mínimo de contribuição poderão se aposentar aos 52 anos, se mulher, e aos 55 anos, se homem, desde que cumpram com o pedágio”, comemorou Bacelar em sua conta oficial no Twitter.

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Este post tem um comentário

  1. Como será esse pedágio?
    Estou muito aflita, pois já tenho 26 anos de sala de aula, mas ainda não tenho 50 anos!
    Socorro!!

Deixe uma resposta

Fechar Menu