“Nos tempos atuais, prejudicamos nossos alunos quando não oferecemos a eles o acesso à internet banda larga. Usar a tecnologia a favor da pedagogia é um grande passo na educação brasileira”. O argumento foi usado pelo deputado federal Bacelar (Podemos/BA), relator do projeto que institui a política de inovação “Educação Conectada”, com parecer favorável. A iniciativa vai promover a universalização do acesso à internet em alta velocidade no país e fomentar a utilização das tecnologias digitais na educação básica. O projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (13), e segue para o Senado.

Bacelar destacou que o projeto atende uma das metas e estratégias do Plano Nacional de Educação (PNE) e irá suprir uma grave deficiência na educação pública. Segundo ele, 70% das escolas de ensino básico não têm acesso à internet banda larga, número insuficiente para suprir as necessidades mínimas de qualquer instituição de ensino no apoio pedagógico. “Não se trata apenas de entregar equipamentos e de promover acesso à rede. É preciso preparar nossos jovens para interagir com uma realidade que se renova a cada dia”, alertou o deputado do Podemos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu