Com a derrota contra o Coritiba, o Bahia soma três partidas sem vencer mas por sorte sobra alguma gordurinha nos pontos conquistados que aliviam um pouco a tensão coletiva. A posição na tabela não é nada vantajosa.

Encostado ao grupo da morte, o tricolor tem a missão inadiável de vencer o Palmeiras na quarta-feira em Pituaço. O objetivo é eliminar os adversários diretos para garantir melhor colocação e distância significativa do Z-4.

O Bahia desse domingo não foi o mesmo que consolidou mudanças positivas no desempenho nesse returno do Brasileirão. A marcação não funcionou, houve uma ineficiência gritante nas finalizações e o técnico Jorginho também não teve a mesma sorte de antes.

As peças de reposição não corresponderam ao ritmo do time e no segundo tempo, alterações equivocadas não supriram as necessidades do Esquadrão, que saiu de campo devendo uma boa apresentação.

As falhas no jogo aéreo fizeram os torcedores do Bahia sentirem falta da zaga titular. Temos que corrigir os erros com a urgência de quem precisa reagir para reconquistar lugar ao sol.

Treinar, confiar no estímulo da torcida e valorizar as duas estrelas que brilham acima do seu escudo. Com o pensamento unificado, não tem pra ninguém.

Vamos olhar pra frente e encarar mais essa, Bahêêa!!

Fonte: João Carlos Bacelar / Coluna Sob a Ótica do Torcedor / Bahia com Orgulho

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta