bacelar_900x430

A CPI da Câmara dos Deputados que investiga a morte de jovens negros e pobres realiza audiência pública em Salvador, na próxima segunda-feira (11), na Assembleia Legislativa, para debater os altos índices de homicídios que atingem a juventude brasileira. Dados do Mapa da Violência revelam que, em 2012, dos mais de 56 mil mortos por homicídios no país, mais da metade eram jovens, entre 15 e 29 anos, destes, 77% eram negros.

Para o deputado federal Bacelar (PTN-BA), um dos integrantes da CPI, os debates nos estados são importantes para o bom andamento da comissão. “Todos os depoimentos, palestras e dados revelados nas audiências reforçam o entendimento que há filtragem racial na seleção policial de suspeitos. Precisamos agir o quanto antes. Acredito que esta é uma oportunidade de ouvirmos o que a sociedade almeja. O genocídio da juventude negra e pobre é um problema que precisa ser combatido o quanto antes. A luta pelo respeito à vida desses jovens tem que ser de toda sociedade” , declarou.

A audiência pública terá a participação de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Secretaria Estadual de Segurança Pública(SSP), da Universidade Federal da Bahia (UFBA),além de entidades de direitos humanos e familiares de vítimas de chacinas.

Serviço:
Audiência pública para debater a violência contra jovens negros e pobres
Data: 11/5/2015 (segunda-feira)
Horário: das 9h às 13h
Local: Plenário da Assembleia Legislativa da Bahia

Programação:
1ª Mesa – Vítimas da violência
2ª Mesa – Entidades e estudiosos do tema
3ª Mesa – Autoridades ou representantes

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta