Reconhecido pela defesa em favor da educação na Câmara, o deputado federal Bacelar (Podemos/BA) já começou a articular com o parlamento pela derrubada do  veto presidencial ao Projeto de Lei  3477/2020, mais conhecido como PL da Conectividade, no qual é um dos autores. O veto está na pauta de votações do Congresso desta segunda-feira (19). “Não vamos deixar que este absurdo passe. Vou votar pela derrubada do veto. A educação pede socorro” afirmou.

O projeto, aprovado pela Câmara e Senado no fim do ano passado, prevê o repasse de R$ 3,5 bilhões da União para garantir serviços de Internet, especialmente móvel, e equipamentos a estudantes e professores da escola pública. Pelo texto, a fonte de recursos para o programa seria o Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust).

Na avaliação de Bacelar, o veto de Jair Bolsonaro vai na contramão das necessidades das secretarias e que as atividades educacionais não presenciais de 2020 foram concentradas em materiais impressos, justamente pela falta da conectividade de alunos e professores. “O Fust foi criado para atender às localidades mais distantes e os alunos abaixo da linha da pobreza. Quase 18 milhões de alunos estão sem estudar por falta de internet. Professores querem dar aula, mas também não têm condições e, novamente, o governo decidiu atrapalhar e vetou o projeto. Agora, vamos derrubar esse veto no Congresso!” disparou. 

O parlamentar baiano endureceu o tom e afirmou que o governo federal desamparou alunos da rede pública durante a pandemia do novo coronavírus. “O governo já cortou orçamento da educação, fez o Enem durante a pandemia, vetou o PL da conectividade, não garantiu um plano de vacinação eficiente para professores. Ou seja, abandonou a educação brasileira. Foi isso o que esse desgoverno fez”. 

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta