O deputado estadual João Carlos Bacelar (PTN) criticou a aprovação do projeto de Lei pela Assembleia Legislativa que estabelece valores mínimos e máximos de Gratificação de Incentivo ao Desempenho (GID) enviado pelo Executivo. Bacelar disse que vai apresentar um projeto pedindo a imediata inclusão de sanitaristas no projeto do Governo. Atualmente a GID beneficia apenas auditores em saúde. “A carreira de sanitarista é a única em que é obrigatório a especialização em saúde pública. A formação e a alta complexidade da atuação, por si só justificariam a inclusão da carreira no projeto”, justificou Bacelar, no projeto.

Bacela lembra que a única função destacada no projeto foi a de auditor porque a atuação destes diminuem os custos financeiros em saúde. “A função do sanitarista é mais efetiva, pois evita e combate situações como calamidades que poderiam lotar hospitais, ampliar custos hospitalares e os custos em previdência e assistência social. Além disso esse é um profissional que primeiro combate os riscos e custos sociais em doenças individuais e coletivas. Isso por si só justifica a GID”, concluiu Bacelar.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta