por João Carlos Bacelar

A Nação Tricolor vive uma semana de expectativas. Em campo, o time deixou escapar a invencibilidade e caiu na tabela mas nada que não possa ser revertido com tranquilidade e estilo no próximo domingo. Depois de perder ontem por 1 x 0 para o Atlético Paranaense, o Esquadrão pega o Grêmio na Arena Fonte Nova, sob o calor da torcida.

Fora de campo, o torcedor segue antenado para a divulgação da lista de sócios com direito a voto que deverá ser feita pelo interventor Carlos Rátis. São os eleitores que terão o poder de modificar ou não o estatuto cuja última atualização aconteceu em 2008. Imagine aí, quanta coisa mudou de lá pra cá… Pois é.

Uma Assembléia Geral já está marcada para o sábado, 17 de agosto. Voltando ao futebol,  a cada jogo podemos notar com clareza que o Bahia precisa de forma urgente melhorar a troca de passes. Está perdendo a posse de bola muito antes dela atingir o alvo. Também na finalização das jogadas precisamos dar uma intensificada nos treinamentos.

No jogo contra o Atlético, no segundo tempo, Cristóvão Borges teve que lançar mão de uma formação defensiva para evitar as subidas do adversário. A marcação surtiu efeito embora tenha falhado no gol de Paulo Baier.

E Madson, hein? Se mostrou surpreso com a expulsão. O garoto tem futuro mas carece ainda de prudência que apenas a experiência é capaz de oferecer. Vale apostar na calma para manter o equilíbrio não só do zagueiro mas de toda equipe.

Com o trabalho realizado por Cristóvão o elenco reflete tranquilidade e paciência para conquistar melhores resultados. Acreditamos que dias melhores se aproximam e que vamos voltar a exibir velocidade e ritmo que garantiram a virada do Bahia.

Vamos conquistar uma melhor colocação no Campeonato Brasileiro, sim. E mostrar que de fato e de direito estamos melhores que antes. A receita é manter a cabeça no lugar, os pés no chão e a vibração no peito. De resto, é encarar os próximos adversários e acreditar que podemos chegar junto entre os primeiros do Brasileirão.

Temos o maior patrimônio de um clube que é o amor de sua torcida. Também cultivamos craques em desenvolvimento e ainda contamos com bom comando técnico. Falta o quê? Pitadas extras de vontade, raça e disposição para encontrar o caminho em direção a dias com maior número de acertos.

Bora, Bahêêêa. A hora é essa…

Fonte:Portal Bahiacomorgulho.com

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta