Em uma sessão marcada por polêmica e discursos inflamados, nesta quinta-feira (9), o líder do PTN na Câmara, deputado federal Bacelar (BA), afirmou que o artigo 9º do Estatuto da Família, que proíbe aulas de educação sexual, moral e religiosa nas escolas é praticamente uma “Lei da Mordaça” dos professores.

O texto do deputado Diego Garcia (PHS-PR) diz que “os pais têm direito a que seus filhos recebam a educação moral, sexual e religiosa que esteja em acordo com as convicções estabelecidas no âmbito familiar”. Para Bacelar, “este artigo é uma armadilha, na tentativa de uma futura responsabilização dos professores por suposta doutrinação“.

O líder do PTN afirmou ainda que a escola é local de pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas diferentes. “Vou articular com os sindicatos dos professores de todo o Brasil para discutir esse texto, que menospreza o magistério. Insinuar que os professores estão ensinando crianças a se masturbarem é intolerável . Isso é obscurantismo e não vai ficar assim”, disparou.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta