Continua tenso o clima no sul da Bahia. Pequenos produtores continuam acampados em frente à prefeitura de Buerarema aguardando solução para o impasse que ganhou ainda mais força neste mês com novas invasões de terra, fechamento da BR-101, incêndio de carros e viaturas, fruto do embate entre a categoria e índios tupinambás.

Segundo moradores da região afetada – que inclui também áreas dos municípios de Una e Ilhéus – 62 fazendas foram invadidas pelos indígenas, 32 delas apenas nos últimos 30 dias.

Autoridades policiais e jurídicas além de lideranças políticas, produtores e representantes dos índios se reuniram sem, no entanto, fechar acordo.

Os produtores estabeleceram o dia 30 de agosto como prazo para que a situação seja resolvida. Políticos demonstram preocupação com o impasse que pode causar graves problemas à população local.

De acordo com o deputado estadual João Carlos Bacelar (PTN), que mantém diariamente contato com o prefeito Guima Barreto e os vereadores de Buerarema, será necessária a criação de urgentes estratégias para evitar que o pior  aconteça. “O desfecho desse impasse ainda é uma incógnita. A situação é de extremo risco para todos os envolvidos e até mesmo para quem está distante das terras”,registrou o parlamentar.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta