Ministerio da Educação

Em pronunciamento nesta terça-feira (24), o líder do PTN na Câmara, deputado federal Bacelar (BA), cobrou da presidente Dilma uma nomeação estratégica para o novo ministro da Educação.  “O próximo ministro da Educação não pode ser apenas uma indicação política. Precisa ser qualificado, ligado a projetos de educação; tem que definir metas, alinhar práticas de estados e municípios, fazer diagnósticos para detectar deficiências e implementar planos de ação específicos, investindo  os recursos da maneira mais eficaz”, ressaltou.

Bacelar lembrou que o cenário da educação brasileira está caótico e que mais de três milhões de crianças estão fora da escola. “De cada vinte crianças brasileiras, entre 4 e 5 anos, quatro não frequentam a pré-escola. Já no ensino fundamental, a situação melhora um pouco, com 98% das crianças de 6 a 14 anos na escola, mas o problema é outro: a falta de qualidade. Isso reflete na conclusão do ensino médio. Ao final do terceiro ano, 55% saem sem os conhecimentos de língua portuguesa esperados para sua idade e 67% deles não sabem fazer as operações matemática básicas”, completou.

Para o parlamentar, a execução do Plano Nacional de Educação (PNE) é a saída para o ensino público de qualidade. “Não podemos, daqui a dez anos, olhar para trás e perceber que o PNE não foi executado. A Câmara dos Deputados deve fazer a sua parte para garantir o aprendizado de todas as crianças. O Ministério da Educação deve ser prioridade nesse momento; cabe ao Congresso cobrar, pressionar o governo, para que a indicação do cargo seja feita de forma consciente”.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta