O deputado estadual João Carlos Bacelar (PTN) denunciou hoje como eleitoreiras as obras do PAC I na Baixa da Soronha, assinadas há nove anos. Até agora as obras não saíram do papel e a licitação ainda está em fase de conclusão. “Tínhamos denunciado as obras do PAC como eleitoreiras e estamos comprovando isso dia após dia. Falamos do PAC da Nova Esperança, o PAC da transposição do São Francisco, o PAC da mobilidade e agora temos esse novo caso da Baixa da Soronha em Itapuã, assinado há nove anos, para obras de macrodrenagem e urbanização integrada, nunca saiu do papel”, protestou Bacelar.

Segundo Bacelar, o projeto foi lançado em 2005 como parte das obras do PAC I, de acordo com contrato 129/09, sob a responsabilidade da Conder. “A própria Conder anuncia que a licitação de um contrato assinado em 2005, foi realizada em novembro de 2013, num R$ 14 milhões. E o pior, mesmo com todo esse atraso, a licitação sequer foi concluída e ainda vais er encaminhada para aprovação da Caixa Econômica Federal, financiador do empreendimento. Só após avaliação da CEF é que os trabalhos serão iniciados, o que deve ocorrer às vésperas das eleições gerais”, provocou Bacelar.

“O povo está cansado de ser enganado. Esses projetos s]ao anunciados às vésperas das eleições e não saem do papel. O povo ta morando no lixo, no esgoto, com crianças sofrendo todo tipo de doenças. As casas não contam com acesso dos carros de entrega, não podem realizar coleta de lixo e nem tem esgotamento sanitário. Mas o PT entra nessas áreas carentes e promete tudo, de esgoto a uma casa nova. Promete mas não entrega o que é um absurdo. Mais uma vez vou denunciar o caso ao Ministério Público, Cortes de Contas e demais órgãos fiscalizadores a fim de investigar o que está acontecendo. O trabalhador é que não pode pagar por mais esse desperdício e desrespeito”, concluiu Bacelar.

Reprodução Fala Negãoreprodução Fala Negão

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email