Membro da ala de oposição ao governo Bolsonaro, o deputado federal Bacelar (Podemos-BA) atacou a política do salário mínimo apresentada pelo presidente, nesta semana. O parlamentar definiu a medida como “um tiro de canhão” contra os interesses dos brasileiros, porque deve congelar as desigualdades históricas no país e diminuir a participação de milhões de brasileiros no mercado de consumo, o que aprofundaria a crise econômica. “Esta é mais uma medida de Bolsonaro contra os trabalhadores e a favor dos empresários e banqueiros. No ano passado, ele já tinha dito que era difícil ser patrão no Brasil, mesmo após a entrada em vigor da reforma trabalhista que acabou com 100 itens da CLT”, disparou.

Segundo Bacelar, a valorização da renda mínima do trabalhador, nos governos Lula e Dilma, junto com outras políticas sociais, permitiu que 43 milhões de brasileiros migrassem da pobreza para a classe média. “A saída para a crise, ao contrário do que diz o governo, é estimular o consumo, incrementar a economia. A política do salário mínimo de Bolsonaro deixará o pobre mais pobre”.

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Deixe uma resposta

Fechar Menu