Reprodução

O Brasil tem mais de 1 milhão de vigilantes, o dobro do efetivo das polícias militar, civil e federal de todos os estados que, somados, é de 531 mil agentes. Os dados são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2020. Foi pensando na saúde destes profissionais que o deputado Bacelar (Podemos/BA) apresentou, nesta terça-feira (9), um projeto de lei (PL 800/2021) que inclui a categoria na lista prioritária de vacinação contra a covid-19. 

O parlamentar ressalta que agentes de portaria e seguranças, por exemplo, lidam diretamente com o público e, por consequência, estão mais expostos à contaminação. A intenção, segundo ele, é imunizar e conter a disseminação do coronavírus.

“Esses profissionais realizam atividade essencial à população e não param mesmo durante os períodos mais duros da doença. Estão expostos à contaminação e, ainda, podem ser transmissores do vírus. Ou seja, passar coronavírus para familiares e para a população em geral “, complementou. 

Ao argumentar, Bacelar afirmou que a Portaria 3233/2021 da Polícia Federal enquadra a segurança privada como essencial porque complementa a atividade de Segurança Pública. 

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta