Por Bacelar para o Mais Região

Na coluna passada, falamos sobre a necessidade de eleger candidatos comprometidos com a Educação, porque este é o caminho para melhorar o nosso Brasil.

Ora; este ano vamos eleger vereadores e prefeitos, ou seja: os responsáveis pelos municípios. Então, fica a pergunta: como os gestores municipais podem influir na Educação do País?

E a resposta é simples. Cada esfera do governo é responsável por um dos níveis da Educação. Aos municípios, cabe prover a Educação Infantil e o Ensino Fundamental; ao governo estadual, compete o Ensino Médio e ao governo Federal, o Ensino Superior.

O papel dos administradores municipais, portanto, é de suma importância, pois a eles cabe promover a construção da base sobre a qual serão assentados os próximos segmentos da Educação; e uma boa base é essencial para a firmeza de qualquer edificação.

Diante destes fatos, acreditamos que duas perguntas importantíssimas devem ser feitas aos candidatos que pretendem governar os municípios, principalmente àqueles que concorrem à Prefeitura. Cabe lembrar que é nas cidades que nós vivemos; é no lugar onde estamos que começa a Educação de nossos filhos.

Primeiro, precisamos saber a posição do candidato sobre o plano para a universalização da pré-escola para as crianças entre 4 e 5 anos de idade, determinada pela Emenda Constitucional 59, de 2009, e que deveria ter sido cumprida em 2016, mas, segundo as estatísticas, não será alcançada até o final do ano. Segundo a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), em 2014 cerca de 11% dessas crianças estavam fora da escola.

É fundamental, portanto, que os futuros prefeitos e vereadores trabalhem para ampliar a oferta de Educação Infantil durante o mandato. Mas não basta que as crianças estejam matriculadas na escola; elas precisam ter uma Educação de qualidade! E, por isto, a segunda pergunta deve ser sobre um dos fatores mais importantes na aprendizagem: o professor. O candidato deve ter propostas concretas sobre temas como salários, planos de carreira e formação continuada dos docentes. Não há como valorizar o ensino, sem valorizar o professor!

A nosso ver, estas são as perguntas que devemos fazer aos candidatos. Lembre-se: antes de escolher em quem votar, é preciso saber quais são os planos de cada candidato para a Educação. É assim que vamos construir uma vida melhor!

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Deixe uma resposta

Fechar Menu