O deputado Bacelar (Podemos/BA) criticou o projeto de privatização dos Correios, aprovado pela Câmara na noite desta quinta-feira (5). O parlamentar votou contra o projeto elaborado pelo Ministério da Economia, que prevê a venda de 100% da estatal. Apenas 54% deputados baianos foram contrários ao projeto.  “A privatização dos Correios é mais um passo do governo Bolsonaro no desmonte do estado nacional” afirmou.  

Ao argumentar, Bacelar lembrou que, entre tantas atribuições, compete aos Correios a função de ser operador logístico de doações em caso de catástrofes, emissor de documentos, inclusão bancária, distribuição de vacinas, inclusão bancária, além de ser a única empresa que atende a todos os 5570 municípios brasileiros. O parlamentar ressaltou que o órgão tem autonomia orçamentária, ou seja, não precisa de dinheiro do contribuinte nem do governo para operar. “É a empresa pública que mais emprega no Brasil, com mais de 100 mil trabalhadores diretos e 300 mil indiretos” completou. 

Outra desvantagem apontada pelo podemista foi o preço de envio de encomendas. Segundo ele, com a privatização o serviço pode ficar mais caro, demorado e sem garantias de que chegará ao destino. “O valor pago em uma encomenda de 5kg de São Paulo para o Rj, por exemplo, pode passar de R$ 50 para R$ 170. Ou seja, triplicar. Mais uma vez quem pagará a conta será o povo brasileiro” criticou. 

Após a votação do texto-base, os deputados rejeitaram todos os destaques, ou seja, as propostas de modificação na redação. Agora, o PL segue para o Senado.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta