O Plano de Enfrentamento ao Homicídio de Jovens foi aprovado por unanimidade, nesta terça-feira (24), pelos parlamentares da comissão especial que analisou a matéria, na Câmara Federal. O relatório do deputado Bacelar (Podemos-BA) segue agora para apreciação em plenário.

O plano tem cinco metas que devem ser cumpridas nos próximos dez anos. O principal ponto é a redução no número de mortes de jovens negros.   “ Temos que enfrentar esse grave problema que compromete o futuro do nosso país. A cada 23 minutos, um jovem negro é morto no país. A taxa de homicídio é quatro vezes maior do que de jovens brancos, na mesma faixa etária, entre 15 e 29 anos”, ressaltou Bacelar.

O texto contempla ainda redução da letalidade policial e da vitimização de policiais, aumento da elucidação dos crimes para 80% dos casos e a adoção de políticas públicas em áreas com altas taxas de violência juvenil. O plano é resultado do trabalho da CPI da Violência contra Jovens Negros e Pobres, que funcionou em 2015, e teve entre os integrantes o deputado Bacelar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu