Escola Pública
Escola Pública

Em pronunciamento na Câmara,  nesta terça-feira (11), o líder do PTN, deputado federal Bacelar,  reafirmou sua posição contrária à redução da idade mínima para o trabalho juvenil, de 16 anos para 14 anos.

Bacelar citou dados do Relatório de Desenvolvimento 2012 (PNUD), que colocam o Brasil com a 3ª maior taxa de evasão escolar entre 100 países.Segundo o documento, de quatro alunos que iniciam o ensino fundamental no país, um abandona a escola  antes de completar a última série. No ensino médio não é diferente. Em 2012, apenas 51,8% dos jovens até 19 anos haviam concluído os anos finais da educação básica brasileira, segundo dados do IBGE . No caso do ensino médio, a evasão ocorre, entre outros fatores, pela entrada dos jovens no mercado formal de trabalho a partir dos 16 anos. “Muitos se submetem a subempregos, a jornadas e turnos de trabalho incompatíveis com o bom rendimento escolar e a conclusão dos estudos, o que impede melhores empregos e renda no futuro. A idade mínima não poderá ser inferior à idade de conclusão da escolaridade compulsória, estabelecida dos 4 aos 17 anos. Fácil concluir que ninguém poderá trabalhar antes de completar o ensino médio no Brasil”, sentenciou.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta