Depois de uma boa puxada de orelhas do técnico Jorginho, o Bahia voltou aos trilhos e reaprendeu o caminho da vitória. Ontem aplicou 2 x 0 sobre um Botafogo de jogadores reconhecidos como Seedorf mas a marcação bem montada não deixou o holandês respirar. Vencemos com méritos pelo bom domínio de jogo que apresentamos nos 90 minutos.

Levamos muitas jogadas de perigo à area alvinegra e marcamos com Fahel e Hélder para delírio de uma torcida confiante e animada. Com a autoestima recuperada o elenco mostra um entrosamento que cresce a cada partida. Não podemos deixar de reconhecer o trabalho de Jorginho que após o jogo declarou que agora o time mostra respeito, brilho nos olhos e honra a camisa do Bahia. Esse é o caminho. Valorizar o clube dono de uma das maiores torcidas do país.

Com esse triunfo, o Bahia ampliou a distância da Zona de rebaixamento mas temos que entender que não podemos vacilar contra o Flamengo no próximo jogo. Vamos jogar fora de casa, no entanto, temos que preservar a boa colocação na tabela. Apresentamos boa campanha no returno e porisso mesmo não podemos nos dar ao luxo de arriscar os suados pontos conquistados.

Isso é o que podemos enxergar e a torcida também. Mas fora de campo, nosso Bahêa está cada vez mais a desejar, com uma velocidade de cágado. Em pesquisa nacional anunciada semana passada ficamos entre os 5 clubes menos transparentes do Brasil. Não publicamos orçamentos, organogramas, balanços e toda uma gama de informações que o torcedor tem o direito de saber. Mas, não divulgamos no site oficial até o fechamento da avaliação; Isso nos envergonha. Nada bom para um clube que precisa ser restaurado, que precisa conquistar mais torcedores e de novo desfrutar da confiança de quem ama realmente o Esporte Clube Bahia.

O próximo jogo é no meio de semana e no domingo estamos livres para ir às urnas e escolher candidatos que se afinem com o que desejamos para nossa cidade. Vamos pensar com calma e escolher com precisão. Ao longo dos quatro anos vamos estar na torcida, de olho, para que tenhamos muitas oportunidades de gritar o gol e comemorar, né não?

Vamos lá, Bahêa. Vamos agora enfrentar o rubro negro carioca levando na bagagem fé e determinação.

Bora Bahêêa!

Fonte: João Carlos Bacelar / Coluna Sob a Ótica do Torcedor / Bahia com Orgulho

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




    Deixe uma resposta