O deputado baiano Bacelar (PTN) voltou a defender a comercialização de inibidores de apetite. Nesta quarta-feira (26), o parlamentar argumentou que a venda é necessária já que mais de 40% da população brasileira está com sobrepeso e 22 milhões são considerados obesos. “Em muitos pacientes não há necessidade de cirurgia bariátrica e apenas a combinação de exercício físico e dieta não é suficiente”, afirmou.

O parlamentar lembrou que o Brasil ocupa o 5º lugar no ranking de obesidade. Para Bacelar, a demora na aprovação do projeto demonstra o descaso do Câmara com quem precisa perder peso. “A obesidade é um problema grave e chega a ser uma questão saúde pública. Enquanto adiamos a votação desse projeto, pessoas obesas vão desenvolvendo graves doenças como AVC, diabetes, doenças cardíacas e outras complicações decorrentes do excesso de peso”.

O projeto, já aprovado pelo Senado, está pronto para ser votado pelo plenário da Casa desde dezembro do ano passado. Chegou a entrar na pauta algumas vezes, mas por motivos variados não foi apreciado. A luta pela liberação dos inibidores começou em 2011 quando a ANVISA proibiu a comercialização de remédios para emagrecer que contenham sibutramina, anfepramona, femproporex ou manzindol.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Fechar Menu